Pão Caseiro

Quem me segue há algum tempo sabe que eu tenho uma costela de padeiro. Os meus bisavós (do lado do meu pai) eram todos padeiros, o meu tio-avô Armando também (e ensinou-me tanta coisa) e os meus primos mantêm a padaria dos pais. Sem gostei da magia da massa de pão. Se pensarem bem, como é que 4 ingredientes (farinha, fermento, sal e água) com alguma dedicação e tempo de repouso, se transforma em algo tão magnífico e delicioso. 
Quando eu criança, para mim, aquilo era verdadeira magia. Ver a massa ganhar bolhas de ar e duplicar o seu volume.
Sempre tive um verdadeiro amor pelas massas levedas, sejam as mais simples de pão, uma massa de bôla ou até de um pão de Deus. Gosto do cheiro do fermento, gosto de as amassar e de todo o processo. Como podem ver, é um verdadeiro amor.
Hoje, o que vos trago é uma receita de pão, a receita que tenho feito nas últimas semanas e temos comido todos os dias, ao pequeno almoço.
A dica do tacho quente vi no blogue da Joana Roque, que por sua vez, aprendeu com a Titá Negrão. Que magnífico mundo este, o dos blogue. Aprendemos sempre uns com os outros. Obrigado a ambas pelos ensinamentos.


Ingredientes:
- 300gr de farinha de trigo
- 200gr de farinha de centeio integral
- 20gr de fermento padeiro fresco (podem substituir por 5gr de fermento seco para pão)
- 1 colher de chá de sal
- 400ml de água morna


Preparação:
Numa taça coloque as duas farinhas com o sal. Misture bem e abra uma covinha ao meio.
À parte, dissolva o fermento na água morna e acrescente à mistura de farinhas.
Misture tudo com a colher de pau.
Tape com película aderente e coloque a massa a levedar num local seco e sem correntes de ar. Eu costumo colocar a minha dentro do forno, desligado!
Deixe levedar durante uma hora ou até dobrar de tamanho.
Passado esse tempo, coloque a massa numa bancada polvilhada com farinha e dobre a massa a meio. Volte a polvilhar com farinha e volte a dobrar. A massa é muito mole por isso tem tendência a colar, polvilhar com farinha ajuda a tarefa. 
Tape com a película e deixe repousar meia hora.

Entretanto ligue o forno nos 200ºC e dentro dele coloque um tacho de barro com tampa. Assim, enquanto a massa repousar os 30 minutos, o tacho aquece. 
Depois dos 30 minutos, retire o tacho do forno com muito cuidado, polvilhe-o com farinha e coloque a massa dentro dele. Tape o tacho e leve ao forno por 30/35 minutos, depois destape-o e deixe no forno mais 10 minutos para ganhar uma boa crosta.

O facto de cozermos o pão num tacho de barro quente vai criar a humidade necessária e não têm de colocar água dentro do forno.
Quando o pão estiver bem douradinho, retire o tacho do forno, desenforme e deixe arrefecer completamente antes de o fatiar. 
Eu costumo congelar metade do pão já fatiado e vou retirando conforme necessário.
Espero que gostem.
Bom apetite!

0 comentários:

Enviar um comentário