Cá por casa andamos no espírito do Giro d'Itália, que este ano comemora a sua edição centenária. 
Como pessoas apaixonadas por ciclismo e por Itália, não perdemos pitada. Eu gosto muito de ler sobre as regiões por onde o Giro passa ao longo dos dias e aprender mais sobre elas (história e gastronomia estão no topo dos meus interesses). Pois bem, neste momento o Giro anda pela região de Piemonte, bem no norte da Itália, fazendo até fronteira com a França, tendo como capital Turim. 
Ao ler sobre a gastronomia local, percebi que a Pannacotta é originária de Piemonte, apesar de se comer por toda a Itália (ou até pelo mundo).
Pannacotta, em italiano significa literalmente "nata cozida", é uma sobremesa típica da região italiana do Piemonte, elaborada a partir de nata de leite, açúcar, gelatina e especiarias, especialmente canela. Consome-se sozinha, com compotas ou com fruta fresca. 
Na nossa viagem pela Itália, em Milão foi-nos servido pannacotta ao pequeno almoço! E eu confesso que não me fazia de rogada ehehehe

Bem, hoje faço a minha homenagem ao Giro d'Itália e a todo aquele belo país, pelo qual sou verdadeiramente apaixonada. Não vos trago uma receita tradicional, com fruta, mas sim de café e que ficou igualmente deliciosa. Espero que gostem, da receita e desta contextualização.
Bom fim de semana.


Ingredientes:
- 400ml de natas
- 1 colher de sopa de café solúvel (mais ou menos, conforme o vosso gosto)
- 100gr de açúcar
- 3 folhas de gelatina


Preparação:
Coloque as folhas de gelatinas de molho em água fria.
Num pequeno tacho coloque as natas, o açúcar e o café. Misture tudo e leve ao lume e aqueça até o açúcar e o café se dissolverem (não precisa ferver). Mexa sempre com uma vara de arames para ficar sem grumos.
Esprema as folhas de gelatina e junte-as às natas. Misture bem para as folhas de gelatina dissolverem.
Verta o preparado em formas ou ramekins e leve ao frio até solidificar. Os meus estiveram no frigorífico de um dia para o outro.

Na hora de servir, mergulhe cada forma em água quente, durante pouco segundos, apenas o suficiente para o pannacotta desenformar mais facilmente. 
Servi acompanhado por Florentinas de Amêndoa (ver receita aqui).
Bom apetite.

Já nem me lembrava desta receita. Foi preparada quase há um ano e ficou esquecida nos rascunhos. A verdade é que, o sol a brilhar e a vontade de fazer refeições no terraço lembrou-me destas bifanas. 
É uma daquelas refeições deliciosa, para acompanhar com uma bela cerveja limonada bem fresquinha, com muita conversa à mistura e sem pressas. Tal e qual como eu gosto.


Ingredientes:
- 4 bifinhos do cachaço de porco
- sal e pimenta q.b.
- 2 dentes de alho
- sumo de limão
- 2 mãos cheias de folhas verdes de salada (usei alface e rúcula)
- 4 pães de cereais
- mostarda de Dijon q.b.
- 1 tomate
- queijo a gosto (usei Camembert)


Preparação:
Com alguma antecedência tempere a carne. Usei bifinhos do cachaço mas podem usar fêveras da perna, se preferirem. Temperem com sal, pimenta, os dentes de alho laminados e sumo de limão. 

Aqueça um grelhador (ou uma frigideira). Corte o tomate às rodelas e ponha-o a grelhar, só para ganhar um pouco de cor. Reserve.
No mesmo grelhador cozinhe a carne, até estar douradinha mas cozinhada por dentro. Quando estiver pronta, retire e deixe repousar um pouco.

Chegou a hora de montar as deliciosas bifanas. Abra os pães e barre cada parte com mostarda de Dijon. Disponha a salada que podem temperar antes com um pouco de azeite e vinagre. Por cima coloque o tomate grelhado, a carne e finalize com o queijo.
Bom apetite.





Estou aqui a fazer um sacrifício para vos escrever, é que o dia até estava a correr bem, mas..... entalei um dedo numa gaveta da cozinha! Que coisa mais parva para se fazer, entalar o próprio dedo e com uma força mensurável.
Seguiu-se um tempo em que a dor era tal, parecia que me arrancavam a unha. Uma dor fininha, parecia que até os dentes me doíam. Tenho a certeza que a minha vizinha ouviu os meus 'f#$@-se e c@£@&#o' que é a única coisa que consigo gritar nestas ocasiões (desculpem a linguagem). Ai senhores que pensei que perdia o dedo. Então eu fecho a gaveta com toda a força, entalando o dedo mindinho da mão esquerda e não satisfeita ainda a voltei a empurrar?! 
Ora ele que é tão pequinino e até meio marreco, está aqui como uma batata e aquela dor chata sempre a lembrar-me da idiotice que eu fiz. 
Coloquei gelo para ajudar a diminuir a temperatura e agora resta-me aguardar, não sei antes lamentar a minha sorte.
Bem, vamos a uma receita?


Ingredientes:
- 1 laranja
- 1 chávena de coco ralado
- 1/2 chávena de farinha de amêndoa
- 150gr de açúcar
- 5 ovos
- 1 colher de chá de fermento em pó
- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio


Preparação:
Unte uma forme com manteiga e forre-a com papel vegetal, ou polvilhe com coco ralado ou até farinha de amêndoa.

Corte a laranja em pedaços pequenos, retire as pevides e coloque no copo da varinha mágica (pode usar um liquidificador). Triture muito bem até formar um puré e coloque-o numa taça.

Adicione o açúcar e bata bem com um batedor manual até ficar homogéneo. 
Junte os ovos, um a um, batendo também com o batedor manual, entre cada adição.

Com um picador, triture o coco ralado de forma a transformar-se numa farinha.
Envolva a farinha de coco e a de amêndoa no preparado anterior. E por último junte o fermento e o bicarbonato de sódio.

Coloque a massa do bolo na forma já preparada e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 35 minutos, ou até estar cozido pois o tempo varia de forno para forno.
Deixe arrefecer e desenforme.
Polvilhe com açúcar em pó e bom apetite.
Será que é desta que podemos dar as boas vindas ao bom tempo? Eu que já tinha trocado a roupa que está a uso pela de verão, vejo num dilema! Só me imagino de sandálias, mas a verdade é que continuo a ter as botas por perto... Detesto!
Preciso de tempo agradável para dar uns passeios, fazer um pic nic e/ou ir até à praia. Acreditem que preciso de apanhar ar. Parece que fazemos sempre as mesmas coisas, trabalho, casa, saídas básicas como compras e pouco mais. Só me imagino a preparar a cesta de pic nic e ir, não tenho um destino na mente, mas qualquer sítio onde possa estar em paz, ouvir os passarinhos e apanhar um ar puro.
Bem, vamos ver o que nos reservam os próximo tempo. Entretanto trago-vos uma receita de bacalhau à brás que terminei de preparar no forno e que ficou uma delícia. 
Espero que gostem!


Ingredientes:
- 300gr de bacalhau (usei bacalhau desfiado previamente demolhado)
- azeite q.b.
- 300gr de batatas
- 4 ovos
- 1 cebola grande
- 2 dente de alho
- 1 molhinho de salsa picada
- 1 folha de louro
- sal e pimenta q.b.
- azeitonas pretas sem caroço a gosto

Preparação:
Descasque as batatas e corte-as em palitos bem fininhos. Frite-as em óleo bem quente. Retire-as e escorra-as em papel e reserve.
Desfie o bacalhau para obter uns pedaços pequeninos.
Descasque a cebola e corte em rodelas finas. Descasque os alhos e pique-os.
Leve ao lume um tacho com azeite. Adicione a cebola, a folha de louro e o alho picado e deixe refogas.
Junte depois o bacalhau e cozinhe alguns minutos. 
Quando o bacalhau já estiver cozinhado, adicione as batatas e salsa picada, envolva.
Coloque tudo num prato que possa ir ao forno (ou assadeira).
À parte bata os ovos e tempere-os com sal e pimenta. Verta os ovos sobre a mistura de bacalhau e batatas. 
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC até estar pronto.
Termine com as azeitonas.
Bom apetite. 
Tinha o post preparado e agendado para sair hoje de manha, mas não entendo porquê o blogger passou-me a perna. Cá vai.

Hoje é dia 15 e com ele o que é que chega? Exactamente, mais uma edição do desafio 5 Ingredientes, 5 Euros. Este mês a minha convidada especial é a Carla Ramalho, autora do blogue Guloso q.b. Um sitio onde podem encontrar receitas magníficas mas onde também podem encomendar os vossos doces e salgados favoritos. Por isso não deixem de espreitar o blogue da Carla, tenho a certeza que não se irão arrepender.


Entretanto relembro-vos mais uma vez as regras do desafio que são muito simples. O objectivo é preparar receitas, sejam doces ou salgadas, entradas, pratos principais, sobremesas, ou snacks com no máximo 5 ingredientes e 5 euros e assim mostrar-vos que é possível comer bem, de forma saudável e sem gastar nenhuma fortuna.
Existe então uma lista de ingredientes básicos, que todos temos na despensa e que ajuda a tornar possível estas receitas.

Ingredientes básicos: sal, pimenta, azeite, farinha e açúcar.



Este mês trago-vos um prato com a minha leguminosa favorita e algo que nunca falta na minha despensa - Grão de Bico. Os enlatados são mesmo nossos amigos e 'salvam' muitas refeições. Por isso, no meu armário há sempre latas destes maravilhosos ingredientes que com uns pozinhos de perlim pim pim, fazem um prato delicioso.

Ingredientes (para 4 pessoas):
- 1 lata de grão de bico grande (0,84€)
- 1/2 chouriço de carne (0,75€)
- azeite q.b. (ingrediente básico)
- sal e pimenta q.b. (ingrediente básico)
- 150gr de espinafres (1,26€)
- 1 dente de alho (0,10€)
- raspa de meio limão (0,21€)
Total: 3,16€

Nota: Para os preços usei o site do Continente. Pesei o mel e as sementes de sésamo para dar-vos valores exactos.


Preparação:
Numa frigideira coloque um fio de azeite com o dente de alho apenas socado e aqueça, deixe o azeite tomar sabor. Adicione os espinafres lavados, tempere com sal e deixe cozinhar até murcharem completamente. Retire-os da frigideira e reserve.
Volte a colocar a frigideira ao lume com um pouco mais de azeite. Quando estiver quente junte o chouriço cortado. Deixe fritar um pouco.
Entretanto escorra o grão de bico e adicione-o, envolva bem. Tempere com um pouco de sal e pimenta.
Volte a adicionar os espinafres, envolva bem e termine com a raspa de limão. 
Bom apetite. 

É para mim um enorme motivo de orgulho ver que os meus convidados ficam felizes e entusiasmados com o desafio. A Carla foi mais uma blogger que, mal recebeu o meu email, disse-me logo que sim e presenteou-nos a todos com uma deliciosa receita. Então, no Guloso q.b. espera-vos um delicioso Linguini al pesto com cogumelos e nozes, um prato com um aspecto de babar e vegetariano, desta forma conseguimos agradar a mais pessoas. Não é espetacular saber que conseguimos fazer uma refeição assim, com apenas 5 ingredientes e ainda por cima económica, não ultrapassando os 5€? Eu acho que sim e esse é sem dúvida o objectivo deste desafio.


Agora a minha pergunta é, do que estão à espera para visitarem o blogue da Carla? :)
Quero também deixar o meu agradecimento especial à Carla, pelo tempo e pela paciência porque ainda por cima este mês foi complicado e a minha atenção andou longe do blogue e do email. Mesmo assim espero que tenhas gostado do desafio e muito obrigado por teres participado :)
Hoje é o dia de aniversário da minha querida mãe. Uma das pessoas da minha vida faz 60 anos. Um número redondo e uma idade linda para uma pessoa tão linda.
Hoje deveria ser um dia de festa, mas não o é porque não temos disposição para tal. Mas não poderíamos deixar passar em branco, haverá jantar em família e um bolo de chocolate. Não haverá música de parabéns nem espumante, mas sim muito amor e união. 

E para vos adoçar o fim de semana, o que me dizem a esta torta de limão merengada? Eu sou suspeita pois adoro limão, mas para mim ficou uma delícia e acho que também ficou bonita. O que é que vocês acham? Espero que experimentem e gostem desta sugestão.
Bom fim de semana a todos.


Ingredientes:
Para a torta:
- 5 ovos
- 150gr de açúcar
- 125gr de farinha
- 1 colher de sopa de amido de milho
- 1 colher de chá de fermento
- 1 colher de café de bicarbonato de sódio


Para o curd:
- 3 limões (sumo e raspa)
- 160gr de açúcar
- 75gr de manteiga
- 3 ovos

Para o merengue italiano:
- 175gr de açúcar
- 4 colheres de sopa de água
- 2 claras de ovo


Preparação:
Da torta:
Numa taça coloque os ovos, a pitada do sal e o açúcar. Bata tudo com a batedeira durante uns 5 minutos, até estar um creme clarinho e bastante leve. 
Peneire a farinha, o bicarbonato e o fermento e adicione sem bater. Com movimentos muito suaves, para envolver bem mas não perder o ar.
Coloque a massa num tabuleiro rectangular forrado com papel vegetal e leve ao forno que já deve estar quente a 180ºC. No meu forno reparei que demora uns 10 minutos. Mas espete um palito e se vir que está crua mas já tem cor, tape com papel de alumínio e deixe cozer mais um pouco.

Para o curd de limão:
Numa caçarola coloque o açúcar, a manteiga, o sumo e a raspa de limão.
Leve a lume brando mexendo sempre até derreter a manteiga e o açúcar dissolver.
À parte bata os ovos. Bata-os muito bem.
Junte os ovos em fio ao preparado de manteiga e açúcar, batendo sempre.
Leva-se novamente ao lume até engrossar, sempre a mexer. Retire do lume e deixe arrefecer.

Para o merengue italiano:
Leve ao lume um tacho com o açúcar e a água. Deixe ferver até obter uma calda forte e brilhante (+/- 5 minutos).
Entretanto comece a bater as claras com a batedeira. Eu gosto de juntar umas gotas de sumo de limão. Quando as claras estiverem em castelo firme e sempre com a batedeira em funcionamento, adicione a calda, em fio e sem pressas. A calda quente vai cozer as claras e formar um merengue firme e consistente. Continue a bater até as claras arrefecerem. Coloque o merengue num saco de pasteleiro com uma boquilha em estrela.

Montagem:
Retire o tabuleiro do forno e desenforme em cima de um pano polvilhado com açúcar. Barre bem com o curd de limão e enrole pelo lado do comprimento do tabuleiro. Deixe a torta arrefecer completamente.
Quando a torta estiver fria cubra com o merengue. Pode servir assim ou dar-lhe um pouco de cor com um maçarico de cozinha.
Bom apetite!


Digo-vos que tenho esta receitas nos rascunhos do blogue há 1 ano. É verdade, 1 ano à espera de ser publicada mas nunca me parecia o dia certo para o fazer. A verdade é que hoje, ao ver as estreias do cinema, lembrei-me da receita de pipocas que costumo fazer. Tem dois ou três passos e pode parecer-vos uma chatice mas a verdade é que vale muito a pena. No final, ficamos com umas pipocas caramelizadas, crocantes e super saborosas. Nós adoramos e tenho a certeza que, se forem fãs de pipocas doces, também vão gostar.

Tenho também pensado em conteúdos novos para o blogue, receitas novas e repito aqui a pergunta que já fiz no facebook, o que é que vocês gostavam de ver aqui pelo blogue? Algum tipo de receitas em específico? Sugestões para aniversários, receitas para congelar, etc, etc. Espero as vossas sugestões, quer aqui na caixa de comentários, no facebook ou até por email geral@oprazerdacozinha.com


Ingredientes:
- 100gr de manteiga
- 1 chávena de açúcar mascavado
- 5 colheres de sopa de água
- 3 colheres de sopa de óleo
- 1/2 chávena de milho para pipocas

Preparação:
Ligue o forno nos 180ºC para aquecer.
Comece pelo caramelo. Num tacho coloque a manteiga, o açúcar mascavado e a água. Leve ao lume e deixe ferver durante 10 minutos.

Enquanto o caramelo ferve, prepare as pipocas. Coloque uma panela grande ao lume e adicione o óleo. Deixe aquecer uns segundos e junte o milho para as pipocas. Tape, agite bem a panela e coloque ao lume até que todos os grãos tenham rebentado. 

Coloque as pipocas numa taça e quando o caramelo estiver pronto verta-o por cima. Envolva bem e transfira as pipocas para um tabuleiro forrado com papel vegetal.
Leve ao forno pré-aquecido durante uns 10 minutos mas pelo meio mexa as suas pipocas para que estas não queimem.
Delicie-se enquanto vê um bom filme.


Se a receita de ontem era bem gulosa (um gelado de framboesa), hoje voltamos ao #movimentoreceitassaudáveis. O verão está à porta e eu não quero que vos falte inspiração para pratos mais saudáveis mas igualmente saborosos. 
Hoje trago-vos um empadão de pescada com um puré de legumes que tem feito as nossas delícias. Porque comer saudável não significa que não tem sabor. Experimentem e depois digam-me o que acharam.


Ingredientes:
- 4 lombinhos de pescada
- 1 cebola
- 1 alho francês
- 2 dentes de alho
- 1 folha de louro
- 1 batata doce grande
- 150gr de couve flor
- 100gr de brócolos
- 2 colheres de sopa de iogurte grego 
- sal q.b. 
- pimenta q.b.
- noz moscada q.b.
- azeite q.b.

Preparação:
Descasque a batata doce e corte em cubos pequeninos. Leve a cozer em água temperada de sal.
Prepare a couve flor e os brócolos. Lave bem e depois adicione à batata doce.

Entretanto descasque a cebola e corte em meias luas finas. Arranje o alho francês e corte também fininho. Descasque e pique os alhos.
Aqueça uma frigideira com um fio de azeite. Adicione a cebola, o alho francês, os alhos picados e a folha de louro.
Deixe cozinhar um pouco e adicione os lombos de pescada cortados em pedaços mais pequenos.
Tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar.

Quando os legumes do puré estiverem cozidos, escorra-os bem. Triture tudo ou esmague com um utensílio próprio. Tempere com pimenta e noz moscada e junte o iogurte grego (podem usar manteiga ou natas).

Numa assadeira, coloque o refogado de peixe e cubra com o puré de legumes. 
Leve ao forno que deve estar quente a 190ºC para tostar um pouco.
Bom apetite.


Os dias aquecem e eu tenho vontade de colocar a minha máquina de fazer gelados a trabalhar. Gosto bastante de um geladinho e, ao longos dos tempos, tenho conseguido fazer gelados mais cremosos e sem os cristais de gelo que tanto me chateavam. A receita que vos trago hoje é de framboesa, mas podem fazer com outros sabores, outros frutos vermelhos, que fica igualmente delicioso. Os cones que uso para servir, compro no supermercado, mas tenho pensado em comprar uma máquina para fazer os meus próprios cones de gelado.
A receita é simples, vejam se não tenho razão.

Ingredientes:
- 4 claras 
- 100gr de açúcar
- 300ml de natas
- sumo de meio limão
- 125gr de framboesas 
- 2 colheres de sopa de açúcar em pó


Preparação:
Comece por preparar o molho de framboesas.
Numa taça coloque as framboesas e o açúcar em pó. Com um garfo com um esmagador de batatas, esmague bem até ficar tudo num puré.

Numa taça coloque as claras. Com o batedor, bata até começarem a fazer espuma. Nessa altura adicione o açúcar, aos poucos e sempre a bater. Queremos obter um merengue bem firme e brilhante. Reserve.
Numa taça coloque as natas que devem estar bem frias. Adicione o sumo de limão e bata até as natas ficarem firmes.

Misture os dois preparados, suavemente para obter um creme bem leve. Por fim junte o molho de framboesas e envolva bem.
Coloque o preparado na máquina de fazer gelados e siga a instruções da sua máquina. Na minha demora cerca de 30/35 minutos a estar pronto para ir ao congelador.
Se não tiverem máquina de fazer gelados, coloquem o vosso preparado numa caixa, levem ao congelador e de 30 em 30 minutos batam o vosso gelado com um batedor de arames. Desta forma quebram os cristais de gelo e tornam o vosso gelado mais cremoso.

Sirvam em cones ou como mais gostarem. Eu terminei com um pouco de chocolate derretido. 
Deliciem-se.

Aos domingos nunca fazemos jantar, optamos sempre por um lanche ajantarado com alguns petiscos e entre os nossos favoritos estão os pães com chouriço. Costumava sempre fazer com farinha de trigo até que decidi experimentar com farinha de centeio e foi sem dúvida o melhor que fiz. Ficaram mesmo ao nosso gosto, uma delícia.
Começamos assim a semana. Espero que gostem.  


Ingredientes: (para 14 pães)
- 1kg de farinha de centeio
- 700ml de água
- 15gr de fermento padeiro (eu uso fresco)
- 1 colher de sopa de sal grosso


Preparação:
Numa taça coloque o fermento, o sal e a água.
Mexa bem com uma colher de pau para o fermento e o sal dissolverem na água.
Adicionar a farinha e mexa até toda a farinha estar incorporada.
Deixe levedar num local seco, tapado por um pano, durante 2 horas à temperatura ambiente.

Depois da massa levedar, retire pequenas porções que deve esticar com as mãos.
Recheie cada pão com duas ou três fatias de chouriço e coloque-os num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixe levedar por mais 30 minutos. 
Aqueça o forno a 190ºC, quando estiver quente ponha os pães a cozer.
Dentro do forno também coloquei um tabuleiro com água. A humidade faz com que os pães fiquem mais crocante.

Gostamos bastante destes pães que podem fazer com fiambre, queijo ou o que mais gostarem.
Bom apetite.