Luta avózinha, luta com todas as forças que tens. Vejo nos teus olhos uma pessoa cansada, mas não podes desistir. És uma guerreira, toda a tua vida lutaste. E és uma sobrevivente, sobreviveste a tanto ao longo da tua vida. Não te podes ir abaixo agora, não podes. 
Sinto que este fim de semana me arrancaram o coração quando nos tiraram toda a esperança. Literalmente puxaram-nos o tapete e fomos ao chão da forma mais dolorosa possível. Mas sábado reagiste quando me despedi de ti, pregaste-me um susto mas reagiste. E ontem até me entendeste e respondeste mesmo que com um abanar de cabeça.
Sei que à noite, e mesmo sem os médicos conseguirem explicar, tu estavas melhor, falaste para a mãe, pediste água e até disseste que estavas cansada por causa da falta de ar. Este foi um sinal muito positivo por isso luta avó. Nós cá estaremos sempre para cuidar de ti, só não te queremos perder. eu não te posso perder....
Não sei se te disse o número de vezes suficientes o quanto gosto de ti. Espero que saibas que gosto de ti, porque gosto tanto...


Fiquei desiludida. Então eu a achar que ia ter mais um fim de semana com 4 dias e afinal os meus planos foram por água abaixo. Oh que chatice, fiquei mesmo com um desgosto. Mas pronto, é fim de semana e tenho de atirar para trás das costas este pequeno contratempo. 
E que melhor para começar o fim de semana do que uns deliciosos muffins, daqueles que são bons para acompanhar um chá, um café, num brunch preguiçoso ou apenas e só porque nos apetece? Esta receita é de um sabor absolutamente surpreendente, uma maravilha mesmo. Fofos, húmidos q.b., frutados, aromáticos, enfim não há muito mais a dizer.
Espero com isto convencer-vos a experimentarem. Tenho a certeza que não se irão arrepender.
Bom fim de semana a todos e, se têm a sorte de ser de 4 dias, aproveitem ao máximo.


Ingredientes: 
- 100gr de nozes grosseiramente picadas
- 1 banana esmagada
- 1 chávena de ananás picado
- 1 chávena de óleo
- 1 chávena de açúcar mascavado
- 3 ovos
- 3 chávenas de farinha
- 1 colher de chá de extracto de baunilha
- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
- 1 colher de chá de canela
- 1 colher de chá de fermento
- 1 pitada de sal



Preparação:
Ligue o forno nos 180ºC.
Numa taça coloque os ingredientes secos: a farinha, o açúcar, o fermento, o sal, o bicarbonato e a canela. Misture bem.
À pare, numa outra taça, coloque os ovos e bata ligeiramente. Adicione a baunilha e o óleo e misture. 
Adicione aos ingredientes secos e envolva.
Junte as nozes grosseiramente picadas, o ananás picado e a banana esmagada. Envolva bem até ficar homogéneo.

Divida a massa por forminhas de queques. Eu usei formas de papel, se usarem formas de alumínio untem com manteiga e polvilhem com um pouco de farinha, para facilitar a tarefa de desinformar. 
Coloque no forno e deixe cozer até ficarem douradinhos e, ao fazer o teste do palito este saia limpo.
Deixe arrefecer, polvilhe com açúcar em pó e sirva. 
Bom apetite. 
Imagem retirada do blogue http://www.ayearofslowcooking.com

De há umas semanas para cá tenho começado uma nova forma de planear e organizar as nossas refeições. Confesso que me deixei inspirar por vários blogues, portugueses (a Joana Roque é um enorme fonte de inspiração) e estrangeiros, mas fui adaptando todas as dicas (e ainda o estou a fazer) à nossa realidade. 
Posto isto, o que vos trago hoje não é inédito, nem nada que se pareça mas é a formula que tenho usado para as minhas semanas estarem mais organizadas.

Já vos falei várias vezes sobre o que fazer para ter sempre alguma coisa no congelador pronto a cozinhar (hambúrgueres, almôndegas, rolo de carne, nuggets, bolonhesa, entre outras coisas), também já vos falei que costumo lavar a alface e preparar a couve roxa e a cenoura, de forma a estarem sempre prontos a usar e conseguir fazer uma salada 'enquanto o diabo esfrega o olho'. Basta uma pequena pesquisa aqui no blogue para encontrarem todas estas dicas.

Hoje falo-vos do que fiz, na segunda feira passada para organizar esta semana. Sei o que muitos estão a pensar neste momento, "eu não tenho a manha de segunda livre para cozinhar", o que vocês têm de fazer é encontrar o dia que vos dá jeito, seja o sábado, o domingo ou o dia em que folgarem.
Posto isto, vamos começar.

No domingo à noite tinha já a ementa semanal elaborada. Fui ao congelador e retire carne e peixe para quatro refeições, bacalhau, peito de frango, cubos de tamboril e um saco que tinha perdido a identificação, eu julgava ser peru mas revelou-se borrego. Tirei ainda uma caixa que tinha espinafres que me sobraram de uma semana e eu fervi-os e congelei. Deixei tudo a descongelar.

Na segunda de manha verifiquei o engano (de peru para borrego) e acabei por fazer uma pequena alteração na ementa semanal. 
Sendo assim preparei logo uma assadeira com cebola, 1 cabeça de alho completa, folha de louro, salsa, os lombos de bacalhau, algumas babatinhas, temperei com pimenta e um pouco de sal (apenas nas batatas). Reguei com azeite e estava pronto a ir ao forno, era o nosso almoço.

Entretanto fervi água na chaleira eléctrica. Num tacho coloquei o peito de frango com duas cenouras descascadas, 1 cebola, 1 ramo de salsa, 1 folha de louro, sal, um pouco de piri piri seco e a água a ferver. Levei ao lume, deixei que ferve-se, rectifiquei de temperos, baixei o lume e deixei cozinhar em lume brando. Desta forma cozi o peito de frango para fazer arroz e fiz também caldo caseiro.

Aqueci outro tacho com um fio de azeite e selei os pedaços de borrego. Descasquei uma cebola e cortei em meias luas finas. Piquei 2 dentes de alho. Descasquei 2 cenouras que cortei em rodelas. Limpei meio pimento verde e cortei em tiras. Lavei salsa e uma folha de louro. Piquei 1 tomate previamente pelado.
Quando o borrego ficou selado adicionei todos estes legumes e ervas aromáticas. Temperei com sal, pimenta e refresquei com um pouco de vinho branco. Deixei ferver, rectifiquei os temperos e depois cozinhou em lume baixo até ficar macio.

Entretanto o caldo estava pronto e o frango cozido.
Retirei o frango e deixe arrefecer antes de o desfiar todo. O caldo arrefeceu um pouco, coei-o e coloquei em frascos.
Preparei o refogado para o arroz e deixei tudo cozinhar. 
Quando ficou pronto foi só colocar numa caixa de vidro, que vai ao forno e ao frio e guardar. 

Entretanto só me faltava o tamboril. Optei por fazer uma tagine usando a receita de Tagine de Pescada que está no blogue. Depois de feito, guardei também numa caixa para colocar no frigorífico (aqui usei mesmo uma caixa hermética de plástico)

Quando o borrego ficou pronto foi só guardar da mesma forma.
Tirando o bacalhau, que foi o nosso almoço desse dias, os restantes pratos foram acondicionados no frigorífico para me salvarem em dias mais complicados, principalmente ao jantar. Temos o hábito de fazer caminhas ao final do dia e, chegamos a casa cansados, queremos tomar banho e ter o jantar pronto em poucos minutos. Assim tudo se torna mais fácil.

Pelo meio de toda esta tarefa ainda lavei a alface, que depois sequei bem e coloquei numa caixa hermética. Cortei a couve roxa numa juliana fininha e coloquei numa caixa. Lavei os tomates cereja, sequei bem e guardei. O mesmo fiz aos morangos, lavei e retirei os pés.
Descasquei uma cabeça de alhos completa, esmaguei-os/piquei-os, coloquei num frasco e enchi de azeite (adoro, tenho alhos sempre prontos a usar e azeite aromatizado). 

Se chegaram até aqui e leram este testamento, espero honestamente que tenham gostado da minha partilha. É algo honesto, que eu faço mesmo e que penso ser útil.
Se tiverem dicas, sugestões ou questões deixem-nas na caixa de comentários ou pelo email geral@oprazerdacozinha.com


Uma pessoa vai ao Pinterest e "perde-se". As fotos são lindas e as receitas uma tentação. É impossível não gostar desta rede social, tal é a quantidade de sugestões gastronómicas que por lá encontro. Todos os dias lá vou eu babar-me mais um pouco e acabo sempre com vontade de experimentar 1001 coisas. Foi numa dessas visitas que os meus olhinhos bateram nuns pudins quentes de limão. Por cá, os limoeiros estão carregados e por vezes nem sei o que fazer com tantos limões. Felizmente é dos meus ingredientes favoritos, quer em doces, quer em salgados e nunca falta na minha fruteira. 
Com a inspiração nos píncaros, fui para a cozinha e adaptei a receita que tinha visto no Pinterest. O resultado não podia ser melhor, um bolinho com uma textura que nem é bolo nem pudim e um maravilhoso sabor a limão. Tanto eu como o Bruno adoramos! Por isso não podia deixar de partilhar com vocês.
Espero que experimentem e gostem tanto quanto nós gostamos.



Ingredientes (para 4 bolinhos):
- 2 colheres de sopa de manteiga à temperatura ambiente
- 170gr de açúcar
- 3 ovos
- raspa e sumo de 1 limão
- 1/4 chávena de farinha
- 250ml de leite
- manteiga e açúcar q.b. para as formas



Preparação:
Comece por ligar o forno nos 180ºC.
Numa taça coloque o açúcar com a manteiga e bata. Adicione as gemas de ovo, uma a uma, batendo entre as adições. 
Junte a raspa e o sumo do limão, a farinha peneirada e o leite. Envolva bem com uma espátula. 

Numa taça à parte bata as claras em castelo com uma pequena pitada de sal. Quando formar picos firmes, pare de bater e envolva suavemente no creme anterior. 
Prepare os ramekins, ou pequenas formas para os pudins. Unte-os com manteiga e polvilhe com um pouco de açúcar.
Divida a mistura pelos ramekins e coloque-os num tabuleiro.

Ponha o tabuleiro no forno e com cuidado deite água a ferver, até chegar a meio dos ramekins.
Deixe os pudins cozinhar, demoraram entre 20/25 a ficarem prontos. Faça o teste do palito, quando este sair apenas com um pequena humidade, desligue o forno e deixe os pudins arrefecerem completamente dentro do tabuleiro. 
Sirva, desenformados ou não, polvilhados com açúcar em pó e acompanhados por frutos vermelhos.
Bom apetite. 
Pedem-me muitas vezes mais receitas de peixe. Pois bem, aqui estou eu com uma receita nova, do mais simples que pode existir mas muito saborosa.
Sempre que vou à peixaria comprar peixe, se encontrar robalos a bom preço compro sempre. Uns trago inteiros e outros peço para fazer filetes.
É um dos peixes que mais gostamos e assim vamos variando.
Um destes dias, o sol brilhava, estava quente e resolvemos almoçar no terraço. O almoço seria filetes de robalo. Ao olhar para a fruteira e ver os limões lembrei-me de fazer um molho bem fresco mas delicioso. Parecia que estávamos num dia de verão e tínhamos feito uma sardinhada (só de que robalos ehehehe).
Hoje é esta a minha sugestão. Uma receita fresca, simples mas muito deliciosa.
Espero que gostem.


Ingredientes: (para duas pessoas)
- 2 filetes de robalo
- sal e pimenta q.b.
- 1 raminho de salsa
- 1 limão
- 1 malagueta fresca
- 6 colheres de sopa de azeite virgem extra + um pouco para a frigideira
- 2 dentes de alho

Preparação:
Tempere os filetes com um pouco de sal e pimenta.
Aqueça bem uma frigideira (ou grelhador) e pincele com um pouco de azeite. Cozinhe os filetes.

Entretanto faça o molho.
Pique a salsa e coloque numa pequena taça. Esmague os alhos, ou pique-os finamente e adicione à salsa.
Pique ainda a malagueta fresca (eu retirei as sementes mas faça como mais gostar). 
Adicione o azeite virgem extra e o sumo de limão. Bata tudo com um garfo e tempere com sal.

Quando os filetes estiverem prontos, coloque-os no prato de servir e regue com o molho.
Sirva com mais gomos de limão e acompanhado com batatinhas cozidas.
As temperaturas subiram, o sol brilha (hoje não, mas tem brilhado), as idas ao ginásio intensificam-se, as dietas também tomam o seu lugar e tudo com o mesmo objectivo, ter um melhor aspecto no Verão. Mas a alimentação saudável deve ter sempre espaço na nossa vida, tal como o exercício físico. É a pensar nisso que tenho feito algumas receitas em vídeo para quem pratica desporto e/ou gosta de ter uma alimentação saudável. E assim decidi criar a hastag #movimentoreceitassaudaveis 

Para vos ajudar na tarefa de preparar um pequeno almoço saudável trazemos uma sugestão de smoothie, um pouco diferente, servido numa taça e de comer à colher. 
Este smoothie não leva açúcar nem outro adoçante, apenas o açúcar natural da fruta, mas se forem um pouquinho mais gulosos acrescente uma colher de mel, continuará saudável e uma verdadeira delícia.
Vamos ao vídeo?


Ingredientes:
- 1/2 chávena de iogurte grego
- 1/2 chávena de leite de amêndoa
- 1/4 chávena de flocos de aveia
- 1 maçã
- 1 banana congelada
- 1 colher de chá canela em pó

Para servir:
- 1/2 maçã
- granola q.b.

Preparação:
Coloque os ingredientes no copo do liquidificador ou da varinha mágica.
Triture tudo até ficar cremoso.
Coloque a mistura numa taça e termine com o que mais gostar, eu adicionei gomos de maçã e granola.
Bom apetite.

Espero que gostem deste vídeo, se sim, partilhem com os vossos amigos, deixem o vosso like, comentários com sugestões e não se esqueçam de subscrever o canal para não perderem nada.
Fui presenteada pela Shoyce com uma oferta de Páscoa mesmo espetacular e criativa.
Como é tradição oferecer amêndoas na Páscoa, a Shoyce ofereceu-me algumas embalagens da sua bebida de amêndoa (entre outros sabores). Uma oferta bastante saborosa e original.

Gosto muito desta bebida, quer para lanches, quer para usar em pastelaria (faz um creme pasteleiro e um leite creme M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O-S).

Muito obrigado à Shoyce pela oferta, adorei. 




Porque hoje ainda é Páscoa e nunca é tarde para partilhar algo tão docinho. A Lindt ajudou a tornar a minha Páscoa (e o meu aniversário) um dia ainda mais docinho. 
Como vos mostrei no meu Instagram (se não me seguem, não sabem o que estão a perder ehehe), recebi alguns produtos da Lindt uns dias antes da Páscoa. E que maravilha de produtos! 
A Lindt é conhecida pela sua qualidade e de facto, as espectativas foram superadas.


A Lindt é uma marca suíça de chocolates de elevado prestígio. Criada em 1845 pela Lindt & Sprüngli, a representação exclusiva da Lindt pela JMD iniciou-se em 2006, apesar da marca já ter sido introduzida anteriormente no mercado português pelas Fábricas Lusitanas.

Especialista na produção de chocolates, os Mestres Chocolateiros esmeram-se para oferecer produtos de elevada qualidade e para servir os seus consumidores da melhor maneira possível. A Lindt foi a primeira marca a produzir chocolate negro com diversas percentagens de cacau, possibilitando assim uma segmentação dos seus apreciadores.

A Lindt apresenta uma vasta oferta nos segmentos de bombons e tabletes e possui ainda uma gama de chocolates para culinária. É uma marca que se pauta pela diversidade e constante inovação, procurando adaptar-se às necessidades e novas tendências de mercado, e diferenciar-se das outras ofertas existentes. 

Onde podem encontrar
Em Portugal, a Lindt está presente tanto no Continente como nas Ilhas, nos canais de retalho e grossista. No canal retalho, a marca conquistou uma vasta cobertura e está actualmente disponível em diversos pontos de distribuição por todo o país: é comercializada nas cadeias do Grupo Jerónimo Martins, do Grupo Sonae, no Auchan, no Intermarché, no E.Leclerc, no Dia, no El Corte Inglés e ainda nas lojas de retalho especializado Hussel.


Muito obrigada à Lindt e à JMD pelos produtos enviados. Fizeram as delícias de miúdos e graúdos.


O local de que vos falo hoje não é de todo o melhor do mundo mas é um bom sítio para se almoçar em dias de semana, quando o tempo é tão curto e precisamos de algo com urgência.
Para quem como eu, que frequenta tanto a zona do CICAP do Hospital Santo António, o Shurmann fica mesmo ao lado, no Centro Comercial Cristal Park. Sendo assim, para mim a localização é excelente, tem esplanada coberta durante todo o ano, internet grátis para os clientes o que é bom, pois muitas vezes preciso consultar o email enquanto almoço (correrias da vida), o atendimento é rápido e sempre fui atendida por funcionários simpáticos. 

Costumo passar por lá muitas vezes para tomar o pequeno almoço ou para um lanche a meio da manha. 
Num dos pequenos almoços optei pelo croissant e gostei bastante, pois é muito saboroso. Mas existe mais pastelaria, coisa simples como queques e fatias de bolo, com muito bom aspecto. 
Tem imensa escolha de sandes, perfeitas para um almoço mais rápido e também tem sempre sopa.
Já lá almocei umas três vezes. Numa delas pedi panados mas a minha companhia pediu cozido à portuguesa. Ambos os pratos estavam bons, nada de transcendente mas de qualidade normal para o prato do dia. Também já optei por sopa+sande de panado e gostei bastante, nesse dia a minha mãe estava comigo e escolheu filetes com salada russa, sendo que na opinião dela os filetes de pescada eram bons e estavam muito bem temperados.



Outra coisa que aprecio bastante é que peço o meu café curto e servem-no exactamente como eu gosto. Eu alguns sítios peço curto e não noto diferença para o café normal. 
Da última vez, juntamente com o café pedi uma miniatura de bola de berlim. Bem, só vos posso dizer que é uma maravilha. A massa super fofa e o creme no interior nada enjoativo. Foi a companhia perfeita para o café. Mas têm mais opções de sobremesa como mousse de chocolate ou maçã assada.


A nível de preços, os pratos do dia custam 5€ e não incluem mais nada (nem bebida, nem café) o que faz com que na zona haja locais mais baratos. Honestamente eu vou lá porque acho a comida melhor do que em outros restaurantes daquela zona.




Morada:

Centro Comercial Cristal Park, Rua de Dom Manuel II, Baixa, Porto
Horário:
Seg 07:00 a 20:00
Ter 07:00 a 20:00
Qua 07:00 a 20:00
Qui 07:00 a 20:00
Sex 07:00 a 20:00
Sáb 07:00 a 20:00

Dom Fechado


Coffee Shop Shurmann Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato
Ontem terminei as sugestões para a Páscoa mas hoje é dia 15 e não podia faltar o Desafio 5 ingredientes, 5 euros.
Trago-vos mais uma sugestão deliciosa, simples, prática e económica e, trago-vos também mais uma convidada que partilha com vocês uma receita igualmente fantástica. Falo-vos da Joana Claro, autora do blogue As receitas da mãe galinha, um blogue que sigo praticamente desde o início e que gosto bastante.

Relembro-vos mais uma vez as regras do desafio que são muito simples. O objectivo é preparar receitas, sejam doces ou salgadas, entradas, pratos principais, sobremesas, ou snacks com no máximo 5 ingredientes e 5 euros e assim mostrar-vos que é possível comer bem, de forma saudável e sem gastar nenhuma fortuna.


Existe então uma lista de ingredientes básicos, que todos temos na despensa e que ajuda a tornar possível estas receitas.
Ingredientes básicos: sal, pimenta, azeite, farinha e açúcar.


Este mês trago-vos um prato de massa, um ingrediente que temos sempre na despensa e que é bastante versátil. Com bacon, pesto, algum legume (eu optei por tomate cereja mas podem usar bróculo por exemplo) e parmesão. O parmesão nunca pode faltar. 
Cá em casa fez sucesso, mas nós somos uns verdadeiros amantes da gastronomia italiana. 
Espero que gostem da minha sugestão deste mês e que experimentem.

Ingredientes: (para 4 pessoas)
- 350gr massa curta (usei macarrão) (0,34€)
- 200gr de bacon (1,50€)
- 3 colheres de sopa de pesto (0,77€)
- alguns tomates cereja (usei 10) (1€)
- 50gr de queijo parmesão (1€)
- sal e pimenta q.b. (ingrediente básico)
- um fio de azeite (ingrediente básico)
Total: 4,61€

Preparação:
Leve uma panela ao lume com água para ferver, tempere com sal. Em seguida adicione a massa.
Cozinhe de acordo com as instruções do pacote.
Escorra a massa e passe em água fria para parar a cozedura.
Aqueça uma frigideira até ficar quente. Frite o bacon até ficar crocante e dourado, mexendo com frequência.
Adicione a massa à frigideira, os tomates cereja cortado em metades (ou quartos) e o pesto.
Tempere com pimenta preta e envolva bem.
Coloque a massa num prato de servir e polvilhe com o parmesão ralado.

Fico sempre muito contente quando percebo que os meus convidados ficam entusiasmados com o desafio e, felizmente, este é o terceiro mês do desafio e é também a terceira convidada que se mostra animada com o convite. E é sempre bom termos outra pessoa a sugerir receitas práticas e deliciosas, perfeitas para o dia a dia de todos nós. A Joana sugere-nos um delicioso Empadão de Arroz com Atum, um prato completo, económico e que salva vidas. A sério! Quem é que nunca salvou uma refeição com as latinhas de atum que estavam na despensa? Eu já e mais do que uma vez! Por isso, esta receita vem mesmo a calhar.
Quero agradecer de coração à Joana por aceitar o meu desafio, espero que ela tenha gostado e que vocês também gostem.
Agora convido-vos a todos a visitarem o blogue da Joana - As Receitas da Mãe Galinha e a conhecerem este delicioso cantinho.