5 Dicas para poupar dinheiro enquanto cozinham



Hoje trago-vos 5 dicas para vos ajudar a poupar dinheiro enquanto cozinham. Se tiverem outras dicas que gostassem de partilhar, por favor deixem ficar nos comentários.

1- Utilize todas as partes do frango

Já falei sobre isto AQUI no blogue. Se eu comprar um frango inteiro e partir antes de congelar, normalmente fico sempre com a carcaça e o que faço é congelar também. Quando tenho várias carcaças de frango congeladas, deixo descongelar, faço caldo e depois de frio, retiro toda a carne dos ossos, limpo de peles e faço um refogado com ela. É perfeito para rechear crepes, fazer lasanha, um arroz de forno, etc. Podem ler mais sobre isto AQUI.

2- Diminua o consumo de carne

Faça uma ou duas refeições vegetarianas (ou ovolactovegetarianas) por semana. Estipule um dia para ser o dia vegetariano aí de casa, como a tão já conhecida, segunda feira sem carne. Faça hambúrgueres de feijão preto, tacos vegetarianos com feijão, abacate, milho... há imensas receitas que podem fazer e vão ver que ajuda a diminuir a conta do supermercado.
Algumas receita ovolactovegetarianas AQUI.


3- Não compre leguminosas em lata, opte pelas secas

Sim, a maioria das pessoas pensas que comprar leguminosas como o feijão, o grão ou as lentilhas, já cozidos e em lata fica mais barato. Um erro completo! As lentilhas então, já cozidas são muito mais caras do que as secas. 
Comprem estes artigos secos, se puderem procurem nos mercados de frescos, deixem demolho de um dia para o outro e depois cozinhem. Para ser mais rápido, podem cozer na panela de pressão. Vocês vão ver que uma chávena de leguminosas secas rende imenso!
Depois de cozidos podem colocar em caixas e congelar. Assim têm sempre feijão e grão pronto a usar.

4- Compre cortes de carne grandes e mais baratos

Sim, quem me segue há muitos anos já sabe que eu adoro sobras! Não há nada, e repito nada, que vá para o lixo. Se sobre uma bochecha de porco estufada eu congelo, um pouco de arroz, uma perna de frango, etc, etc. E sou completamente a favor de comprar cortes grandes de carne, cozinhar e depois guardar para futuras refeições. Em relação aos cortes mais baratos, eles têm de ser cozinhados a baixa temperatura durante muito tempo mas, não há nada melhor! Uma barriga de porco assada lentamente dá um jantar delicioso e umas futuras sandes de carne desfiada, de comer e chorar por mais e este é só um exemplo.

5- Não estrague as cebolas

No outro dia estava a conversar com a minha mãe sobre cebolas e chegamos à conclusão que elas se estavam a estragar. Tão depressa estávamos a conversar como colocamos as mãos na massa. Descascamos todas as cebolas que tínhamos comprado, metade colocamos no processador para picar, a outra metade cortamos em rodelas finas com a mandolina. Das cortadas em rodelas, uma boa parte fizemos cebola caramelizada e tudo o resto congelamos em caixinhas, metade para mim e metade para a minha mãe. Não se estragou nada e acabamos por ter o trabalho adiantado na hora de preparar as refeições. E que jeito que dá! Por isso, não deixem as vossas cebolas estragarem-se, congelem!

1 comentário:

  1. Boas sugestões.Eu por norma não deito nada fora.Acho que se deve insentivar as pessoas a saberem aproveitar,transforma.Gostei

    ResponderEliminar