Palmiers e uma lembrança familiar


Hoje está um frio de rachar. Não sei se sou apenas eu que me sinto assim, mas tive frio todo o dia. Tenho os pés, mãos e nariz gelado. Estou a escrever este texto, a beber um chá bem quente e a pensar ligar o forno para fazer bolachas. Desta forma junto o útil ao agradável, aqueço a cozinha e fico com bolachinhas para a gula.
Hoje trago-vos uma simples sugestão, daquelas que já andam pelo blogue e já repeti várias vezes mas que nunca é demais lembrar. Trago-vos uns palmiers de massa folhada, com canela e açúcar, uma perdição e tão fáceis de fazer.
Mas trogo-vos também uma recordação, uma lembrança de família. Estão a ver aquele prato onde vos apresento os palmiers? Aquele prato é da minha mãe e tem mais de 50 anos. Era do meu bisavô que não conheci porque já faleceu à 52 anos, por isso podem imaginar. É velhinho, está lascado mas não sei porquê acho que faz qualquer docinho mais bonito. Sei também que a minha mãe fica toda feliz por eu usar estes pratos e travessas quando vou a casa dela. É uma herança familiar, pequenina mas que me deixa muito feliz e que espero se mantenha intacta (apesar das lasquinhas) por muitos mais anos. 


Ingredientes:
- 1 placa de massa folhada rectângular
- açúcar e canela a gosto
- 1 clara de ovo

Preparação:
Ligue o forno no 190ºC e tenha dentro um tabuleiro forrado com papel vegetal.
Desenrole a massa folhada.
Bata ligeiramente a clara de ovo com um garfo e pincele a massa folhada. Polvilhe a massa com açúcar e canela, eu gosto de ser generosa.

Enrole cada extremidade da massa até se encontrarem no centro da mesma. 
Coloque a massa no congelador durante uns 10 minutos, irá ajudar a cortar os palmiers.
Retire do congelador, corte em fatias e disponha-as num tabuleiro forrado com papel vegetal. 
Leve ao forno e deixe-os cozinhar até ficarem douradinhos.
Bom apetite.

8 comentários:

  1. É mesmo como dizes, receitas destas vale sempre a pena lembrar! Querida, estás a falar com uma grande apreciadora destas louças antigas! Confesso que houve uma altura em que eu achava estas louças umas velharias sem graça nenhuma! Mas à medidas que vamos ficando mais velhos (e também à medida que vamos perdendo os nossos entes queridos) vamos ficando mais lamechas mas também mais sensatos e inteligentes! Acho eu! E por isso hoje em dia eu aprecio imenso as louças dos avós e bisavós! E agarro todas as que posso! Ainda há uns tempos quando fui de férias, entrei numa loja de artigos em 2ª mão! Saí de lá apenas com um prato antigo! O meu marido depois disse "viemos aqui e só compras um prato velho de 2€?"! Mas é verdade, havia muita coisa gira naquela loja mas só aquele prato me cativou! E estou muito contente com a aquisição! Porque as coisas antigas estão na moda e têm muito valor! Mesmo que tenham lascas! E esse teu prato, apesar de ser antigo tem um ar bastante moderno! É bem bonito! beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Eu adoro essas loiças antigas, tornam qualquer prato um charme! :) Esses palmiers são óptimos, super simples e saborosos, já fiz e adoro! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Essas loiças são resistentes e duram uma vida,....adorei estes palmiers,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  4. Que boomm aspeto!!!!!!!
    Vou experimentar!! Adoro palmiers!
    Passa pelo meu blog e espreita o novo post*
    www.a-be-atriz.com
    xx, A Be-atriz

    ResponderEliminar
  5. Uma sugestão tão deliciosa e tão fácil de fazer... e quanto ao prato, lindo!
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Por acaso passei a semana anterior cheia de frio, mas esta já está melhor um bocado :D
    Que palmiers tão bons e que prato tão giro :) Loiça assim tem tanto valor sentimental!

    ResponderEliminar