Vulcão de Chocolate ou Petit Gateau

Sabem aqueles dias que estão a preparar o jantar e apetece-vos algo docinho, de preferência chocolate? Não que me sinta assim muitas vezes, mas já me aconteceu e para essas alturas tenho um truque na manga. Preparo cada nosso Vulcão de Chocolate ou, também conhecido como Petit Gateau. Eu sei que muita gente se "assusta" com este bolinho, porque se estiver pouco cozido ao desenformar pode desfazer-se, se cozer em demasia quando o cortamos está "seco" por dentro e não é esse o objectivo. Felizmente sempre me saíram bem e para isso sigo alguns truques que vou partilhar com vocês.
Particularmente gosto do bolinho com o interior cremoso e não aquele chocolate muito liquido. Mas, isso é gosto pessoal e basta mais um minuto ou menos um minuto para adaptarmos ao nosso gosto.
Este fim de semana, com tempo, experimentem esta pequena maravilha e segunda feira venham cá contar-me se não é mesmo uma perdição.
Bom fim de semana a todos.


Ingredientes (para dois bolinhos):
- 2 ovos 
- 200gr de chocolate negro com pelo menos 50% de cacau
- 2 colheres de sopa de açúcar mascavado
- uma pitada de sal
- 2 colheres de sopa de manteiga + um pouco para os ramekins
- 2 colheres de sopa de farinha de trigo
- açúcar para os ramekins


Preparação:
Comece por ligar o forno nos 200ºC. Este ponto é importante, ligue o forno logo no início.
Parta o chocolate, adicione a manteiga e derreta ambos. Pode fazê-lo no microondas ou em banho maria. Quando estiver derretido e com um creme homogéneo, adicione uma pitada de sal e envolva.

À parte, bata os ovos com o açúcar até começar a fazer espuma. Adicione a farinha peneira e envolva bem. Por último junte o chocolate derretido e volte a envolver.
Prepare os ramekins. Unte com manteiga e polvilhe com açúcar. 
Divida a massa pelos dois ramekins e está pronto a colocar no forno.

O forno deve estar quente, à temperatura de 200ºC.
Coloco os ramekins no forno e deixo cozer exactamente 11 minutos. Passado esse tempo espeto um palito nas beiras dos bolinhos e no centro. A ideia é as paredes laterais do petit gateau estarem cozidas e por isso o palito sair seco. O interior deve estar húmido e por isso o palito sai com massa. 
O bolo necessita de estrutura, ou seja, as laterais têm de estar bem cozidas para aguentarem o interior mal cozido. Quando isto não acontece o bolo desfaz-se. Se acharem que necessita de um pouco mais de forno deixem mais um minuto, sempre de olho para não cozer demais.
Para desenformar o melhor é virar o bolinho para o prato no qual vai servir.

O segredo passa também, por conhecerem bem o vosso forno. No meu, 200ºC, forno quente, 11 minutos é suficiente e fica bem ao nosso gosto, com o interior cremoso.
Se não correr bem à primeira não desanimem e continuem a experimentar, aprendendo sempre com a tentativa anterior.

A minha versão favorita deste delicioso bolo é com morangos. Mas na foto temos compota de frutos vermelhos, framboesas e gelado de caramelo salgado.
Qualquer dúvida estou à vossa disposição.
Bom apetite!

5 comentários:

  1. Aí,ai! Que pequeno vulcão que se formou agora dentro de mim! :)
    Nina
    Bom final de semana
    https://www.facebook.com/cantinhodapartilha/

    ResponderEliminar
  2. Que aspeto delicioso!!
    Beijinhos
    Vânia
    http://colherdepausaltoalto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Para já são 2 vulcões! Estão com um aspeto maravilhoso!
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Esses parecem mesmo perfeitos! É uma sobremesa que não costumo fazer, mas acho que experimentando essa vai aparecer por aqui com frequência :D

    ResponderEliminar